Home > DOCES E SALGADOS > Alemanha quer investir 100 bilhões de euros até 2030 para proteger o clima

DOCES E SALGADOS

20/09/2019 15:12 por Redação

Alemanha quer investir 100 bilhões de euros até 2030 para proteger o clima

Objetivo é reduzir as emissões de CO2 em 55%; anúncio é feito no dia da "greve global pelo clima", que mobiliza cerca de 150 países

Após mais de 18 horas de negociações entre os conservadores da União Democrata-Cristã (CDU), da chanceler Angela Merkel, e os social-democratas do SPD (SPD), a coligação que governa a Alemanha fechou um plano estratégico de investimentos de pelo menos 100 bilhões de euros em ações a favor do clima até 2030.

Segundo o site da RTP (Rádio e Televisão de Portugal), o desafio consiste em medidas para incentivar os alemães a reduzir as emissões poluentes e permitir que o país, agora em atraso, cumpra as suas metas de redução de emissões poluentes. O montante será investido "para a proteção do clima e a transição energética. O texto ainda precisa de ser adotado pelo Conselho de Ministros.

O objetivo é alcançar uma redução de 55% das emissões de CO2 até 2030 (em relação a 1990), em consonância com o acordado na União Europeia, depois de a Alemanha não conseguir cumprir a redução de 40% para 2020.

"Neste momento, não somos sustentáveis", disse Angela Merkel ao apresentar o pacote de 70 medidas antes da Cúpula de Ação Climática, convocada para segunda-feira (23), em Nova York, pelo secretário-geral da ONU, António Guterres.

O anúncio do acordo ocorre no dia da Greve Global pelo Clima, movimento mundial que pode se configurar como o maior ato da história em defesa do meio ambiente. A mobilização deve ser particularmente bem-sucedida na Alemanha, onde os ambientalistas têm uma boa projeção política, assinala a RTP.

De acordo com a Deutsche Welle, os organizadores estimam que 1,4 milhão de pessoas participaram dos protestos em mais de 570 cidades alemãs – 270 mil apenas em Berlim, segundo a polícia local. Uma multidão se concentrou em volta do prédio do Reichstag, a sede do Parlamento alemão. Também foram registradas multidões em Hamburgo, Munique, Münster e Freiburg. 

Leia mais: Greve Global Pelo Clima promete ser maior ato da história em defesa do meio ambiente.

'
Enviando