Home > DOCES E SALGADOS > Protestos contra extrema-direita marcam posse de novo governo na Áustria

DOCES E SALGADOS

19/12/2017 07:57 por Redação

Protestos contra extrema-direita marcam posse de novo governo na Áustria

Novo chanceler Sebastian Kurz, líder conservador de 31 anos, entregou postos estratégicos ao partido extremista FPO

Em meio a uma manifestação que mobilizou milhares de pessoas nas ruas de Viena, o novo governo da Áustria tomou posse nesta segunda-feira (18). Os protestos tinham como alvo a forte presença da extrema-direita no ministério do chanceler Sebastian Kurz, de 31 anos, o mais jovem dirigente do mundo. Kurz, líder do Partido Popular Austríaco (ÖVP), assumiu o cargo na manhã de ontem.

Leia:
Líder conservador convida extrema-direita para governo na Áustria
Jovem líder conservador vence as eleições legislativas na Áustria

O líder do Partido da Liberdade (FPÖ), Christian Strache, ganhou o cargo de vice-chanceler e três ministérios-chave: Interior, Defesa e Relações Exteriores. Ele tomou posse ao lado de Kurz e de outros 13 ministros. Seis deles pertencem ao partido de extrema-direita, um gabinete inédito na história do país, assinala a Rádio França Internacional.

Várias passeatas foram organizadas por grupos de esquerda e de defesa dos direitos humanos. A polícia desviou o cortejo para a Praça dos Heróis, um local sombriamente histórico: foi lá que Hitler pronunciou, em 1938, um discurso para anunciar a anexação da Áustria à Alemanha.

O novo governo austríaco tem a questão migratória como prioridade. Sebastian Kurz, que viaja amanhã para Bruxelas, onde está sediada a Comissão Europeia, deve buscar parcerias para uma melhor defesa das fronteiras. Sua política já gera preocupações dentro da União Europeia, observa a RFI. A Áustria assume a presidência rotatória do bloco em 1º de julho de 2018.

'
Enviando